Notícia 20:37 - 16 de abril de 2019

 

Comemorado em maio, o Dia das Mães gera oportunidades para impulsionar vendas das categorias de massas e molhos nos supermercados

por DANIELA GUIRALDELLI
Março/2019

Combinação que faz parte da cesta de consumo de todas as classes sociais no Brasil, as massas e os molhos têm, no Dia das Mães, celebrado no segundo domingo de maio, um dosprincipais momentos para impulsionar as vendas desses itens. Juntos, são os protagonistas no almoço de celebração da data em boa parte das mesas das famílias brasileiras.“As datas comemorativas, tradicionalmente, alavancam as vendas de itens práticos e saborosos, e o Dia das Mães, costuma movimentar as ven- das entre 5% e 10% acima da média anual”, afirma a diretora de marketing da Forno de Minas, Valéria Favaretto.

Para aproveitar a oportunidade de ampliar as vendas na sazonalidade, o varejo deve fazer a lição de casa e se preparar para o período. Entre os cuidados que devem ter está a necessidade de redobrar a atenção com o mix, para não deixar de ofertar opções aos diversos perfis de clientes que frequentam o ponto de venda. “A variedade de marcas não é o que importa, mas, sim, oferecer diversos tipos de produtos e embalagens diferentes, sejam sachês, frascos tradicionais ou invertidos, produtos tradicio- nais, zero, gourmets, veganos, entre outros. Ou seja, buscar abranger uma grande maioria de público e não oferecer mais do mesmo”, alerta a gerente de marketing da Fugini Alimentos, Raissa Ninelli, ao falar do segmento de molhos.

As lojas da Coop, a forma que é conhecida a Cooperativa de Consumo, rede com mais de 30 unidades distribuídas pelo Grande ABC e o interior paulista, são exemplo dessa diversificação de mix, uma vez que trabalham com 27 marcas de massa e 23 de molhos no portfólio. “Com foco em datas especiais como o Dia das Mães, fazemos exposições mais agressivas de itens diferenciados e com maior valor agregado, além de reforçarmos o sortimento de versões importadas. Unimos azeites e massas frescas de qualidade por meio de cross merchandising a utensílios como travessas de vidro, pegadores, entre outros”, afirma a coordenadora de gerenciamento por categoria e trade da rede, Fernanda Urel.

A rede registra crescimento de dois dígitos nas vendas de ambas as categorias no período

Para movimentar o ponto de venda, os supermercados podem desenvolver muitas ações em parceria com a indústria a fim de atrair o cliente e, assim, destacar o portfólio de massas e molhos nesses períodos ou demais datas sazonais.“Costumamos participar de tabloides comerciais, criação de pontos extras e ações de degustação nas lojas”, ressalta o gerente de marketing da Calimp Importadora, Alexandre Gross, mostrando exemplos de iniciativas que podem ser promovidas a quatro mãos. Os pontos extras, na visão do executivo, têm grande relevân- cia para esse período de vendas. “Principalmente para as massas frescas, essas exposições ampliam a apresentação dos produtos, assim como aumentam o oferecimento do mix de formatos e sabores”, destaca Gross, salientando, ainda, que é fundamental investir em materiais de merchandising com informações sobre os produtos, além de fol- ders com receitas.

Supermercados devem redobrar a atenção com o mix de massas e molhos na época do Dia das Mães

Conexão pelas redes sociais

Vale destacar que a elaboração de estratégias para incrementar as vendas de molhos e massas para o Dia das Mães não deve compreender apenas as lojas. Segundo as fontes entrevistadas pela reportagem, esse planejamento deve se estender para o ambiente virtual, principalmente às redes sociais, fundamentais, hoje, à promoção de algum produto ou serviço, principalmente voltado às datas que movimentam o varejo.Para essa festividade, a aposta da J.Macêdo é na marca Dona Benta, principalmente na disponibilização de receitas aos “amantes das massas”, como discorre o diretor de marketing da companhia, Rodrigo Lacerda.

GROSS, DA CALIMP:
“degustação é exemplo de ação
promovida nos supermercados nesse período”

“Fazemos ações promocionais no ponto de venda e investimos em conteúdo nas nossas redes sociais, com dicas e sugestões de receitas. Sabemos que, nesse período, muitos filhos e maridos se aventuram na cozinha para preparar uma refeição especial às mães. As massas são uma ótima opção de prato, pois são práticas e versáteis”, diz o porta-voz da J.Macêdo. A Forno de Minas também direciona esforços para as redes sociais, apoiando estratégias desenvolvidas pelos parceiros supermercadistas. “As mães gostam de ser lembradas, e as redes sociais são uma ferramenta poderosa para que as marcas se relacionem com essas clientes nesse período. A companhia costuma mandar seu recado nessa data”, ressalta Valéria, executiva da empresa. 

Tendências para o setor

Os segmentos de massas e molhos, assim como tantos outros, se adaptam às diversas tendências, o que têm feito fabricantes e varejistas reavaliarem marcas e estratégias, para não deixar de ofertar o que o cliente procura. Assim, na hora de preparar a loja para o período do Dia das Mães, é necessário considerar esses movimentos do mercado.“Melhor custo-benefício, produtos diferenciados ou gour- mets e saudabilidade são algumas das tendências das categorias. Está todo mundo interessado na arte de cozinhar e de se alimentar com qualidade, seja o público single, os jovens, os adultos ou os idosos. Todos têm suas preocupações e buscam atributos nas categorias que consomem”, afirma Raissa, da Fugini Alimentos.

Na onda da saudabilidade, as pessoas têm buscado produtos baseados em fórmulas diferenciadas, por exemplo, livres de sal, açúcar, conser- vantes, gordura (óleo), produtos zero (zero sal e gordura). “O consumidor de molhos, assim como de outras categorias, está cada vez mais atento aos elementos nutricionais”, afirma o diretor comercial da Cepêra, Hugues Godefroy.Nas lojas da rede de supermercados Pague Menos, que opera 27 supermercados em 16 cidades do interior de São Pau- lo, as versões de massas que oferecem maior valor agregado (a exemplo do grano duro), além dos molhos orgânicos e naturais, têm registrado crescimento significativo nas vendas, e reforçam a busca do cliente por produtos de qualidade superior e destinados a necessidades específicas.

"Com forte presença nos lares dos brasileiros, o molho entra em 2,7 refeições por semana."

Embora o Dia das Mães impulsione a venda desses itens, é na estação mais fria do ano que as unidades do Pague Menos aumentam as vendas. “No período do inverno temos atingido a média de 20% a mais (nas vendas desses produtos) em relação aos demais meses do ano”, afirma o gerente de inteligência de mercado da bandeira varejista, Diego Cicconato.No entanto, por causa das dificuldades impostas pelas in- certezas do cenário econômico, o brasileiro se voltou mais  à alimentação dentro do lar. Por isso, a tendência da gourmetização (de sofisticar os pratos feitos em casa) também vem influenciando as categorias de vez que os consumidores passaram a procurar por produtos diferenciados para aumentar o valor agregado das receitas feitas em casa.

LACERDA, DA J.MACÊDO:
"na época do Dia das Mães,
empresa investe em ações promocionais no PDV e nas redes sociais"

Diante da situação econômica no país, nos últimos anos, o consumidor passou a dar prioridade também à compra de pro- dutos que ofereçam preço atrativo, mas que não percam a qualidade. O que possibilitou aos fabricantes investirem em emba- lagens que trouxessem praticidade a um preço mais acessível.“As embalagens sachê (de molhos) apresentam custo baixo e trazem o produto de mesma qualidade que o vendido no frasco, servindo, até, como refil para aqueles que preferem usar a versão anterior”, diz Raissa.

 

Os segmentos de massas e molhos, assim como tantos outros, se adaptam às diversas tendências, o que têm feito fabricantes e varejistas reavaliarem marcas e estratégias, para não deixar de ofertar o que o cliente procura

Ainda sobre a questão das embalagens, os molhos têm se desta- cado nas versões em vidro de 601 g até 700 g. “De acordo com a Nielsen, a venda desse formato obteve aumento de 33%, em valor, e 42,8% em volume, no ano de 2018, em comparação a 2017. Esse tipo de embalagem respondeu por 50% do crescimento da catego- ria de molho de tomate no ano passado”, frisa Godefroy, da Cepêra.

Além dessa combinação, há a indulgência, que é o consumo de produtos que levam sabor e despertam o prazer

Conveniência é outro movimento vivenciado pelo setor que, aliada à praticidade, se traduz em soluções que ajudam as pessoas a economizar tempo na cozinha. “A praticidade de produtos semiprontos e congelados tem sido muito valorizada, sobretudo, em datas especiais, quando o tempo do preparo não pode ser maior que o de convivência com a família e os amigos”, finaliza Valéria, da Forno de Minas, mostrando que oportunidades não faltam para o trabalho com as categorias.