Notícia 14:15 - 09 de abril de 2019

O faturamento real dos supermercados no estado de São Paulo (deflacionado pelo IPS/FIPE e calculado pela Associação Paulista de Supermercados), no conceito de mesmas lojas – que considera as unidades em operação no tempo mínimo de 12 meses – apresentou aumento de 1,21% em fevereiro comparado ao mesmo mês de 2018.

Já no acumulado dos últimos 12 meses o valor caiu para 0,78%, explicada pelo “efeito calendário” que deixou o carnaval, uma data importante nas vendas dos supermercados, em meses diferentes em 2018 (na segunda semana de fevereiro) e 2019 (na primeira semana de março).

“Para avaliarmos o real desempenho do acumulado do ano vamos ter que aguardar o final do trimestre, uma vez que os dois primeiros meses do ano sofreram muito com o efeito calendário, que teve algumas particularidades como o carnaval em datas diferentes e o forte calor do início de 2019. Esses motivos, que geraram um resultado satisfatório em fevereiro, vão beneficiar o desempenho de março”, explicou o economista da APAS, Thiago Berka.

Fonte: APAS

*IPS: Índice de Inflação dos Supermercados APAS/FIPE

Desempenho por Região

A região da grande São Paulo e o interior do estado tiveram desempenhos que podem ser considerados razoáveis, com as vendas reais atingindo, respectivamente, queda de 0,33% e alta de 0,22%. A região de campinas melhorou os números em relação ao mês de janeiro, porém, segue com vendas em baixa e fechou fevereiro com queda de 1,97%.

“Com o forte calor observado em 2019, a melhora da confiança e a tímida recuperação do emprego em fevereiro na comparação entre anos, estamos confiantes que março poderá demonstrar uma análise trimestral mais otimista de que, aos poucos, os supermercados voltarão a crescer de forma mais segura e consistente”, disse Berka.

Fonte: APAS