Artigo 12:56 - 26 de abril de 2019

Estudo apresentado em Abril de 2019 pela Goldman Sachs assombra as grandes marcas americanas.

O mercado americano sempre foi conhecido como um terreno fértil para as grandes marcas do mercado, tais como Kellogg´s, Nestlé, Coca-Cola e tantas outras. Em grande parte, se supunha que isso decorria da ideia de que o americano era avesso a outras marcas e que não abriria mão das marcas que apareciam nos patrocínios dos principais esportes do país e, cujos produtos, tomavam conta das prateleiras das lojas.

Essa ideia começou a ser ameaçada há alguns anos com o aparecimento das marcas de nicho que surgiram trazendo benefícios diferentes daqueles encontrados em produtos de massa do mercado. Exemplo disso, são as marcas de cervejas artesanais, que rapidamente caíram no gosto dos consumidores e que hoje possuem um espaço privilegiado nos supermercados.

Agora, um estudo recente da Goldman Sachs revela a rápida e imensa evolução das marcas próprias no mercado americano e explodiu como uma bomba nas perspectivas das grandes empresas de bens de consumo.

 

 

O gráfico acima demonstra bem a importância e avanço que as marcas próprias de Walmart, Kroger, Sam´s Club e Costco tiveram nos últimos três anos. O faturamento das marcas de cada um desses varejistas é bem superior aos números de renomadas marcas do mercado. Como exemplo, enquanto a marca Great Value fatura quase 16 bilhões de dólares em 2018, Coca-cola, Kraft e Nestlé não passam, cada uma, de 4 bilhões de dólares em faturamento no mesmo período.

Os números são ainda mais impactantes quando avaliamos o comportamento das vendas ao longo dos últimos anos, de Kellogg´s, Kraft e General Mills, que andam de lado ou experimentaram decréscimos importantes de faturamento. Foram quedas anuais compostas em suas vendas de quase 5%, enquanto as marcas Great Value e Equate (Walmart) e Member´s Mark (Sams) tiveram crescimento acima de dois dígitos.

Esse não é um fenômeno que vai se restringir apenas aos Estados Unidos. Já vemos sinais claros de que as marcas de varejistas estão prosperando no Brasil e que vão acelerar esse crescimento nos próximos anos.

Antônio Sá

É sócio fundador da Amicci e professor de Varejo em cursos de MBA, Mestrado e Pós na FGV, USP, FAAP e FIA. Apaixonado por marcas e pelas melhores práticas de gestão no varejo.