Notícia 12:30 - 26 de junho de 2020

Dos novos hábitos que passaram a fazer parte da rotina dos consumidores, desde o início da pandemia, a obrigação de higienizar cada um dos itens adquiridos no supermercado certamente é o que mais gera reclamações. Atento à essa nova necessidade dos shoppers, esta semana o Carrefour inicia a fase de roll-out de alguns projetos que estavam, até então, em fase de testes. Entre eles, a cabine de luz ultravioleta para desinfecção das compras.

“Desde o início da crise, tomamos uma série de medidas para evitar aglomerações, aumentar a higienização e medir a temperatura dos colaboradores e clientes. Agora, estamos em um segundo momento, pensando nas medidas mais eficazes para atender às expectativas dos clientes”, diz o diretor de gestão de riscos do Carrefour, Jerome Mairet. “Percebemos que a maioria deles quer sair dos caixas com a certeza de que as compras estão bem higienizadas.”

A partir do entendimento dessa necessidade, a rede definiu um protocolo para que, depois que as compras fossem colocadas carrinho, antes de o shopper voltar para casa, pudesse inserir o equipamento dentro de uma cabine, capaz de reduzir a carga bacteriológica na superfície dos produtos. Em seguida, para finalizar o procedimento, é possível colocar os produtos em uma bancada (conforme foto) onde podem ser pulverizados com álcool 70%.

“É uma tecnologia nova, fabricada no Brasil, e, aqui na rede, testada em parceria com os laboratórios de análise. Fizemos tudo com muito cuidado”, assegura Mairet. Por isso, ninguém pode entrar na cabine, apenas os produtos, que ficam ali por cerca de 30 segundos até serem higienizados.

Mairet ainda atesta que o procedimento é apenas uma precaução adicional.  “O risco de propagação da covid-19 pelas embalagens é muito baixo. Nenhum estudo científico demonstrou a contaminação por esse meio”, tranquiliza.  

A estação, composta pela cabine, mais cinco bancadas para a finalização do procedimento, já está disponível nos hipermercados de Osasco (na capital paulista) e Jundiaí, interior de São Paulo. E, na próxima semana, em outras unidades, conforme os resultados obtidos nesta fase. A ideia é expandir o modelo para o país inteiro.

Outra novidade, que já está operando em Osasco, e esta semana será também implantada nos PDVs de Pinheiros e Pamplona, é a câmera automática para aferição de temperatura e detecção do uso de máscara pelos frequentadores. Caso o cliente apresente temperatura de mais de 37,5 graus, um colaborador da loja fará as compras para ele. Se o shopper não estiver usando máscara também será alertado e impedido de entrar na loja.

Além disso, estão sendo disponibilizados mais de 12 dispensadores de álcool em gel nas áreas internas da loja, alça para abrir as geladeiras com o antebraço (conforme foto) e, duas vezes na semana, é utilizado um equipamento de nebulização, o mesmo usado pelos municípios, para realizar um procedimento de purificação do ar dentro das lojas de São Paulo, no turno da noite.

O Grupo Carrefour, que opera internacionalmente e conta com unidades em locais que já passaram pela fase crítica da pandemia, como Espanha e Taiwan, tem utilizado seu aprendizado global para garantir a segurança dos clientes brasileiros.

 

 


Veja também