Notícia 15:53 - 15 de setembro de 2020

Pouco a pouco o otimismo do consumidor do estado de São Paulo está sendo retomado, conforme o Índice Nacional de Confiança (INC), da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). De acordo com os dados apurados, no mês de agosto a percepção dos paulistas em relação à situação financeira e ao emprego registrou 33 pontos. Em julho este índice era de 26 pontos.

Entre as pessoas que se diziam “muito insatisfeitas” ou “insatisfeitas”, o índice também diminuiu, pulando de 52 pontos no mês de julho para 50 pontos, em agosto.

"Ainda há espaço para a economia melhorar. Podemos dizer que o pior já passou", defende Ulisses Ruiz de Gamboa, economista da ACSP.

Os índices do INC variam de zero a 200 pontos, sendo que os registros acima de 100 pontos são os que demonstram esse otimismo.

Quesito emprego

Um dado que demonstra essa tendência de melhora também pôde ser notado na percepção do paulista em relação ao emprego.

O índice que aponta que a população do estado está “muito mais segura”, ou “um pouco mais segura” em relação à permanência no emprego, subiu de 24 pontos no mês de julho para 28 pontos, em agosto.

Já o índice que registra os “muito menos” ou um “pouco menos seguros no emprego” recuou de 42 para 38 pontos.

Pensando nos próximos seis meses também houve uma melhora nas expectativas. O indicador que aponta que a população de São Paulo tem receio “muito grande” de que alguém de sua família perca o emprego caiu de 47 pontos no mês de julho para 42 pontos, em agosto. "Isso certamente terá impacto positivo na atividade econômica, porque a melhoria da percepção aumenta a predisposição dos consumidores em realizar compras", completa Gamboa.
       

 


Veja também