Notícia 15:41 - 20 de maio de 2020

As apostas ou inovações feitas daqui para frente podem até não dar certo, mas é preciso arriscar. É assim que a vice-presidente de vendas Brasil da Reckitt Benckiser, Heloísa Glad, acredita que é possível driblar os desafios que a Covid-19 tem trazido para todas as empresas, principalmente do varejo.

“Nossa vida está mudando e a forma como trabalhamos e vivemos também. Então, é preciso estarmos abertos para aprender e experimentar coisas novas, sem medo de errar. Vamos ter que nos adaptar ao que não conhecemos e lembrar que com a crise também vêm as oportunidades. Ou seja, categorias podem crescer e repensar suas estratégias, por exemplo”, explica Glad, se referindo às mudanças que a empresa vem fazendo e a importância das indústrias e o varejo se unirem cada vez mais.

Outra medida que fez toda a diferença na companhia foi a criação de um comitê global de crise, logo que a pandemia começou. Depois vieram as ações com os colaboradores, como a migração para o home office, o oferecimento de serviços de apoio emocional e jurídico, a distribuição de kits de desinfecção e higiene, entre outras medidas.

Na sequência, a companhia planejou o lançamento de novas categorias, como o segmento para pets, o neutralizador de odores, superdesengordurante, enfim, um portfólio completo, com novas embalagens, adaptadas a formatos menores e mais econômicos, por conta da crise econômica que a Reckitt prevê após o coronavírus.

“Como empresa, temos a missão de adaptar os formatos, para que as pessoas tenham acesso rápido. Por isso, em três meses conseguimos viabilizar muitos desses lançamentos, como o álcool em gel, que é novo e não estava nos nossos planos”, destaca.

De acordo com ela, após a pandemia, o comportamento dos consumidores nas lojas também deve mudar. “Suas compras serão mais rápidas e objetivas, ao mesmo tempo em que ele vai passar a fiscalizar se os pontos de vendas permanecem limpos e desinfetados. E quanto as marcas, cada vez mais, as pessoas buscarão por um propósito, uma causa e não somente por um produto. Ou seja, as indústrias vão precisar garantir-lhes uma experiência completa”, conclui.

Ações de combate a pandemia

Durante esse período de isolamento, a Reckitt Benckiser mantém a campanha “Veja com o coração”, cuja companhia realiza doações e ajuda financeira, principalmente para as empregadas domésticas que perderam o seu emprego durante essa crise. Para participar, basta a pessoa se cadastrar e aguardar a validação.

O mesmo vale para as pessoas ou empresas que quiserem contribuir com doações. É só entrar no site e fazer a sua contribuição: www.vejacomocoracao.com.

 


Veja também