Artigo 11:37 - 24 de outubro de 2019

Segundo pesquisa realizada pela Nielsen, no estudo “A hora certa de ativar o shopper”, o percentual das decisões tomadas na frente da gondola é de 70%. Por isso é importante garantir que o produto esteja mais acessível e com informações pertinentes. Assim, o cliente sem foco ganha direcionamento e o decidido pode ter novas opções de escolhas nas compras.

No entanto, a pergunta é: o que o varejo faz para auxiliar o consumidor a tomar esta decisão e como a informação é disponibilizada no ponto de venda?

O varejo só sabe comunicar promoção! E hoje, no mundo em que a experiência de compra é muito importante, os cartazes poderiam contar novidades, apontar para produtos qualificados e, pensando em gerenciamento por categorias, estimular compras complementares. Existem infinidades de dinâmicas comerciais que, se bem trabalhadas, garantem um aumento expressivo nas vendas.

Para isso, preparamos os pontos essenciais para que você monte uma estratégia de cartazeamento inteligente:

1 – Sinalize as promoções e qualifique-as
Trabalhe chamadas mais atrativas, destaque os descontos, qualifique os produtos sinalizando a sua origem. Desperte os sentidos do cliente com olfato e paladar, trabalhe conteúdos como harmonização (como no caso dos vinhos e acompanhamentos mais usados) e aproveite para incentivar vendas de outros produtos.  

2 – Utilize dinâmicas diferentes para diferentes setores
Monte uma estratégia baseada em maiores influenciadores de venda, como os setores mais atrativos para o cliente, os preços mais baixos da categoria, entre outros. A adega, por exemplo, é um setor com maior margem de relevância no faturamento do varejista e maior valor agregado e pode precisar de mais informação sobre determinado produto. Criamos uma ação para a categoria de vinhos, numa marca de atacado, onde sinalizamos os produtos mais vendidos com informações relevantes para o consumidor: que copo usar, o que consumir com aquele vinho, a que temperatura. Esta ação de cartazeamento aumentou em 400% a venda da categoria de vinhos.

 

3 – O cartazeamento também interessa para a indústria
Além de uma redução de custo e um aumento nas vendas, o cartazeamento inteligente é uma nova fonte de renda, na qual é possível mensurar e comprovar a sua eficiência no PDV, gerando resultados para a indústria. É uma mídia nova e o varejo consegue comprovar o sell out. Procure um parceiro que esteja estruturado para te dar este suporte estratégico e você verá como pode crescer em trade com cartazeamento.

 

 

4 – Mostre para o seu cliente conteúdos relevantes
Não adianta exibir qualquer tipo de novidade sobre alteração de embalagem. Mostre os lançamentos! Aposte também em uma sugestão de produtos e combinações. Além disso, promova campanhas com descontos em determinados produtos mediante a compra de outros. Falar sobre os benefícios de uma fruta, numa era da saudabilidade, pode ser um grande passo para ter sucesso.  

5 – Utilize dados para montar a estratégia
O banco de dados do varejo tem informações relevantes que vão te ajudar a cartazear melhor. Analise a importância de cada setor. Especialistas em BI (Business Intelligence) e Inteligência Artificial saberão indicar o caminho que o seu PDV precisa seguir para ter sucesso.
Cartazear bem, vende mais. No entanto, é preciso planejamento, controle e mensuração!

 

 

  
 

 

Claudia Biselli Fonseca é sócia fundadora da JUI PDV
e membro do Comtê Executivo do Mulheres do Varejo


Veja também