Notícia 17:16 - 15 de maio de 2020
O mês de abril, por ser o primeiro mês completo em que as lojas físicas ficaram fechadas por causa do isolamento social, apresentou um comportamento incomum no consumidor.
 
De acordo com a plataforma Nuvemshop, houve um crescimento de 175% no volume de transações online, em relação ao mesmo período de 2019. Ou seja, as lojas virtuais registraram um número de pedidos equivalente a 3,5 vezes que o número alcançado na Black Friday 2019. O levantamento foi realizado pela plataforma de e-commerce Nuvemshop, que conta atualmente com mais de 35 mil lojas.
 
Para Luiz Piovesana, CMO da Nuvemshop, esse desempenho comparável à Black Friday torna-se ainda mais relevante porque apenas 16% das transações foram concluídas com descontos (contra 19,4% em março). "O e-commerce está vivendo uma constante Black Friday, pensando no volume de compras, e não nas promoções", revela.
 
Dentre as categorias que mais venderam, as líderes foram: os Produtos Digitais, que englobam conteúdos como cursos, jogos e aplicativos on-line, Brinquedos, Comida e Bebida, e Presentes, respectivamente.
 
A pesquisa perguntou também: "qual o nível de satisfação dos lojistas, após os resultados do mês de abril?". Entre os respondentes, 53,5% disseram estar otimistas, enquanto 30,5% afirmam que estão preocupados e cogitando encerrar as atividades, caso o isolamento se estenda para os próximos meses.
 
Apesar disso, segundo Piovesana, os consumidores estão comprando produtos para usar quando o isolamento social acabar. "O que percebemos é que este momento está promovendo uma revolução digital sem precedentes, acelerando as mudanças de hábitos que levariam anos, em apenas alguns meses", conclui.
 
Imagem de capa: Pixabay
 

 


Veja também